quarta-feira, 27 de abril de 2011

Passeando teu sono


Quase de imediato
Você fecha teus olhos
Boca entreaberta
Mão no queixo

É minha hora de,
Totalmente desperto,
Observar teu rosto
Acompanhar a respiração

Sem me mover
Vou passeando teu sono
Me acostumando à presença
Da felicidade ao meu lado.

(Ricardo Mann)

segunda-feira, 4 de abril de 2011

Colcha de Retalhos


Bordados à mão
Reúno meus retalhos
Com cores fortes e vibrantes,
Tons alegres, contagiantes
Contrastam com outros tons,
Quase ausentes de cor
Por vezes impossíveis de bordar
Exigindo da agulha e linha
Pontos profundos
Que sangram os dedos
Feridas que se curam
Por linhas multicores
Que deslizam pelo tecido
Quase sem esforço
Alinhavo os retalhos
Costuro e descosturo
Mesclado todas as cores
Não arremato a colcha,
Vou bordando novos retalhos...

(Michele Michel)